Meus blogs internacionais

Tecnologia do Blogger.

Visite Blog RotaCinema

  • As Duas Irenes - *País*: Brasil *Ano*: 2016 *Gênero*: Drama *Duração*: 89 min *Direção*: Fábio Meira *Elenco*: Priscila Bittencourt, Isabela Torres e Marco Ricca. *Sinopse...
    Há uma semana

Postagens populares

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Chegada em Bratislava

No dia 05 de setembro de 2014, saímos de Brasília rumo a Frankfurt (voo das 18h), chegando lá no dia seguinte, por volta das 15h. De lá, pegamos um trem para Bratislava, capital da Eslováquia, nosso primeiro destino nessa viagem. 

Até Bratislava, pegamos um trem noturno, saindo às 19h54, até a estação de Viena, Wien Hbf (também conhecida por Wien Südbahnhof). O percurso leva, aproximadamente, 10 horas. Há horários com viagem mais curta, durante o dia, de 7 horas. De Viena, seguimos para Bratislava, por mais uma hora e cinco minutos. Às 6h da manhã, no dia 07, chegávamos à estação central de Bratislava, Bratislava Hlavná Stanica (Bratislava – hl st). Outra estação é a Petrzalka, no entanto fica mais longe do centro. A passagem integral custa por volta de € 160.

Observação: dependendo do tempo de permanência na Europa e de quantos países serão visitados e viagens serão feitas, compensa adquirir o Eurail Pass, tendo em vista o preço das passagens individuais. Há várias promoções e combinações para escolher ao que for mais adequado à sua viagem.  

A proximidade entre Viena e Bratislava (62 km de distância; pouco mais de uma hora de viagem) faz com que muita gente faça o bate-e-volta em um tour de um dia, que pode ser feito de trem, de carro ou até de barco pelo rio Danúbio. Este, aliás, é tão rápido quanto o trem (1h10min) e ida-e-volta sai por € 29. Só ida: € 20.  

Nossa viagem tinha conexão em Munique, então, ficamos atentos para não perder a troca de trem. Às 23h, havia um direto até Viena, mas chegaria somente às 9h.
sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Centro Histórico - igrejas, praças e palácios

Estava friozinho quando saímos da estação (que é pequena e simples). Fomos caminhando (basta descer a rua em frente à estação, dobrar à direita e atravessar uma passarela rumo ao centro) até o Garni Hotel Prihradny (reserva já feita no Brasil). A diária para casal, sem café (pago à parte: € 6), com wi-fi incluído, é de € 54. O quarto é limpo e tem uma bela decoração. Endereço: Panenská 14 /Stare Mesto / 81103.

Como ainda era cedo, tivemos que aguardar um pouco para o quarto ser desocupado (na verdade, só poderíamos entrar às 14h, mas às 10h o quarto estava livre e pudemos subir com as malas). Enquanto isso, comemos algo e pegamos mapa e guia da cidade na recepção do hotel.

Como curiosidade, algumas palavras em eslovaco: vďaka (obrigada); dobré ráno (bom dia); zdravie! (saúde!); vlak (trem); zastávla (parada); ulica (rua).

Bratislava é a capital da Eslováquia e a maior cidade do país, com cerca de 450 mil habitantes. A Eslováquia ingressou na União Europeia em 2004 e adotou o euro como moeda oficial em 2009.

Enfim, saímos. À esquerda do hotel, numa rua estreita e de pedras, seguimos rumo aos pontos turísticos. Logo, se vê a placa do centro histórico (Staré Mesto), que é a maior atração da cidade, situada às margens do rio Danúbio.   


Bratislava deve ser desbravada a pé. É pequena, bela, bastante preservada, charmosa e muito bem sinalizada. Além das placas, há coroazinhas douradas, no chão, que indicam o trajeto até o Bratislavský hrad (Castelo de Bratislava; hrad é castelo em eslovaco), o principal atrativo da cidade.


Para quem quiser dar uma voltinha de transporte público, pode usar o trem elétrico (TRAM) que circula por toda parte (passagem a € 0,90). Nós o usamos só uma vez. Há, ainda, o trenzinho turístico que oferece 2 passeios: Castle Tour (sobe até o castelo e faz uma parada de 15 minutos na parte externa) e Old Town Tour (que circula pela cidade antiga). Custa € 10. 

No centro histórico, galerias de arte, pontezinhas, vendedores de souvenirs, passagens/ruas estreitas emolduradas com arcos, cafés charmosos e restaurantes de comida eslovaca (carne, frango, massa, bacon) com pratos bem baratos (bufê de almoço a € 5 e de jantar a € 7). Em geral, os preços são bem acessíveis: café (€1,65), chá (€2,10), água mineral comprada em supermercado (€ 0,55).

Antes de adentrar no centro histórico, há a pequena Capuchin Church, de 1717, localizada na Župné námestie. Nessa mesma rua (bem próxima ao nosso hotel), a Trinitarian Church, de 1727. Em formato oval e na esquina, chama bastante a atenção dos turistas.

No início da subida (curta e tranquila) para a colina onde está o castelo, há uma farmácia museu, do século XIV, instalada em uma construção barroca.  Aberta diariamente, exceto segunda-feira. Para quem tiver dificuldade de locomoção, um trem turístico (vermelho) leva até a entrada.

Quatro portões ("brána" é portão em eslovaco) dão acesso ao castelo que tem um amplo jardim e um ponto de observação excelente para ver o rio Danúbio. No interior do palácio principal (branco), pinturas, mobília, joias reais e exposições temporárias de arte. Os prédios menores do castelo (igualmente bonitos) são amarelos e abrigam o Parlamento Eslovaco e o Museu Nacional Eslovaco, que reúne história e arqueologia. Parte da exposição é destinada ao dia 17 de julho de 1992, quando o parlamento eslovaco proclamou a soberania da república, abrindo caminho para o “divórcio de veludo” com a República Checa, deixando para trás o passado comunista.     

O castelo, que abrigou a dinastia dos Habsburgos quando Bratislava era capital da Hungria e sede das coroações da realeza, foi destruído por um incêndio em 1811 e permaneceu em ruínas por um século e meio, até 1953, quando teve início o projeto de restauração.

Apesar de inicialmente nublado, o tempo melhorou e o sol apareceu, sendo possível tirar fotos melhores. Aberto das 10 às 18h no verão e das 9h às 17h no inverno. Fechado somente às segundas-feiras. Entrada: gratuita. Paga-se, no entanto, para fotografar. Quem entrar com câmera, a taxa é de € 2.

Do alto do castelo é possível também ver a Nový Most (Ponte Nova). Em uma de suas extremidades há uma estrutura suspensa que é um restaurante giratório e um mirante ao mesmo tempo. Mais tarde, iríamos até lá.

Descendo do castelo rumo ao centro histórico, fomos conhecer o Grasslkovich Palace ou Palácio Presidencial, onde mora o presidente do país. Ali o acesso é permitido apenas aos jardins e à sua bela fonte em forma de globo, que simbolizaria a liberdade. Esculturas modernas também fazem parte da decoração do jardim muito bem cuidado. Fica a poucos minutos do Portão de Michael.

No passado esse edifício – construído em 1760 por Antal Grassalkovich, um nobre húngaro – sediava eventos da sociedade aristocrática, como bailes, festas e concertos. Quem tocou ali? O compositor austríaco Josepf Haydn.    

Seguindo adiante, chegamos ao Primaciálny Palác (Palácio Primacial), na Primaciálne námestie (praça Primaciálne). O palácio rosado em estilo clássico é a sede da Prefeitura. Pode se fazer um tour rápido para conhecer o seu interior e sua modesta coleção de arte. Na sala de espelhos foi onde Napoleão e o líder da dinastia Habsburgo, Franz I assinaram um tratado de paz após a Batalha de Austerlitz, o Tratado de Pressburg – que estabelecia a retirada de tropas do território austro-húngaro. Abre diariamente (exceto segunda-feira), das 10 às 17h. Endereço: Primaciálne námestie 1.

Nessa praça, está também o Centro de Informações Turísticas.

Pertinho dali está a encantadora Hlavné Námestie (Praça Principal), com construções em diversos estilos arquitetônicos, destacando-se a Stará Radnica (Prefeitura Antiga) e o Múzeum mesta Bratislavy (Museu da Cidade de Bratislava), além, claro, de vários, cafés, bares e restaurantes.

O Museu da Cidade é um complexo de construções erguidas a partir do século XIII que abriga o museu mais antigo da capital eslovaca, de 1868. Exibe artefatos do sistema judicial feudal, assim como móveis originais da época. No interior podem-se visitar alguns salões e exposições temporárias, além de um calabouço. Visitas: de terça a sexta, das 10 às 17h; sábado e domingo, das 11h às 18h. Entrada: € 5 adultos, € 2 crianças, estudantes e idosos. Endereço: Primaciálne námestie, 3. 

A grande aventura

Siga-me no Google+

Visitas (últimos 7 dias)